Projeto Sócrates - Linux na Graduação
Um pouco da História do Projeto

Com o objetivo de colocar os alunos de graduação do IFUSP em contato com novas tecnologias da área de Informática - imprescindíveis para a pesquisa científica moderna - e possibilitar a formação de uma nova geração de estudantes fluentes no ambiente Unix/Linux, o Prof. Jorge L. deLyra do IFUSP, com o apoio maciço de seus alunos, decide criar o Projeto Sócrates por volta de 1998/1999.
A idéia inicial foi a de incentivar o aprendizado de um Sistema Operacional de Código Aberto, ainda no período de graduação, aproveitando a estrutura presente na sala Pró-Aluno. Os micros da sala Pró-aluno passaram então a oferecer Linux via boot remoto a partir do servidor Sócrates, que tinha entre outras tarefas, a missão de centralizar as contas dos alunos e oferecer o suporte necessário ao andamento do projeto.
Em complementação a esse Projeto, também foi montado o servidor euclides que centralizaria as páginas de disciplinas de graduação oferecidas a cada semestre pelo IFUSP, criando assim um local apropriado para que os docentes mantivessem seus alunos devidamente informados sobre o andamento dos cursos.
Desde então, a Cultura Linux entre os alunos de graduação difundiu-se muito e os frutos desse projeto pioneiro são evidentes.
Durante algum tempo, a administração desses servidores esteve sob o controle de vários voluntários, com maior ou menor grau de experiência neste ramo de atividade e a qualidade dos serviços oferecidos foi se degradando a olhos vistos. Vale lembrar que nesta fase, muitas experiências-tentativas foram realmente encorajadoras e o resultado de todos esses anos de experiências resultou em algo de muita valia. O pacote Debian Cluster-tools é, sem dúvida, parte desse amadurecimento. A limitação da área de disco e o tempo de vida útil de algumas máquinas da sala também ajudaram no declínio da qualidade do Linux oferecido.
Em janeiro de 2005, depois de uma reunião entre a Diretoria de Ensino, o CCIFUSP e os representantes dos alunos, foi proposta e aceita uma reestruturação do projeto que seria levada a cabo por um Analista de Sistemas do CCIFUSP.
Num primeiro momento,optamos por manter as instalações existentes e trabalhar para manter um mínimo de condições de uso dos sistemas já existentes até que o material necessário para uma ampla reestruturação estivesse ao nosso alcance. A Diretoria de Ensino se prontificou a oferecer os recursos necessários para que nosso trabalho fosse realizado com sucesso.
Depois de uma intensa pesquisa no mercado, optamos pela compra dos componentes de um servidor com Motherboard Intel Dual Xeon 2.8Ghz com tecnologia Hyperthreading. Depois da devida espera pelo processo de compra, o servidor pôde finalmente ser montado , instalado e configurado no mês de dezembro/2005.
No momento atual, a sala conta com 26 micros rodando Linux via boot remoto e - segundo fontes ligadas ao CCE/USP - está prevista a troca progressiva das estações mais obsoletas por novos equipamentos num futuro próximo.
root 2006-04-09